Grupo de Pesquisa

Coordenador - Michel Vincentz
mgavince@unicamp.br mgavince@gmail.com
Possui graduação em Biologia - Universite Louis Pasteur, Strasbourg (1980) e doutorado em Biologia Molecular e Celular - Université de Strasbourg (1984), pós-doutorado pela University of Cambridge (1986), pós-doutorado pela Institut National de La Recherche Agronomique (1988) e pesquisador CNRS (1988-1998). Atualmente é professor associado livre docente do Instituto de Biologia junto a Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de Genética, com ênfase em Genética Molecular de plantas, atuando principalmente nos seguintes temas: regulação da expressão gênica, evolução de genoma e rede de regulação nutricional (homeostasia energética).

Amanda Bortolini Silveira - Doutorado (FAPESP)
silveira@unicamp.br
Caracterização funcional do fator de regulação da transcrição do tipo bZIP AtbZIP9 de Arabidopsis thaliana através da identificação de seus genes alvos.

Caracterização do controle epigenético que atua sobre o gene Qua-Quine Starch (QQS) de A. thaliana.

Américo José Carvalho Viana - Doutorado (FAPESP)
ameriviana@gmail.com
O papel de AtbZIP63 no controle do balanço energético em Arabidopsis thaliana: identificação dos genes alvos e definição da redundância funcional

Cleverson Carlos Matiolli- Doutorado (CNPq)
matiolli@gmail.com
Regualção pos-transcricional de AtbZIP63

Gustavo Turqueto Duarte - DOutorado (FAPESP)
kmorisato@gmail.com
Avaliacao da importancia do controle da estabilidade de rnam na sinalizacao por glicose e na interacao dos sinais glicose e aba em arabidopsis thaliana

Juliana Cristina Baptista - Doutorado (FAPESP)
jucbap@gmail.com
Sinalização por manose em Arabidopsis thaliana e sua integração com o metabolismo energético e as repostas aos estresses

Luiz Eduardo Vieira Del Bem - Doutorado (FAPESP)
dudelben@gmail.com
Evolução das vias de transdução de sinal dos açúcares glicose e sacarose e do hormônio vegetal ABA em Embryophytas

Mariane de Mendonça Vilela - Doutorado (FAPESP)
meyriv@gmail.com
Variação alélica em cana de açúcar: quantificação do polimorfismo de seqüência